sexta-feira, 4 de julho de 2008

Clarificação Súbita

Raios, meu... lembras-te quando te emprestei uma faca?
Pois, agora preciso dela
E não para descascar cebolas
Não sei se estás a perceber
Mas preciso de algo afiado
Mais largo que um jardim
E tão estreito como um bouquet
A tua missão é seres uma missa
E eu o teu agente secreto

Sem comentários: